CURSO DE PALEOGRAFIA E EDIÇÃO DE TEXTOS (SÉCS. XVI-XVIII)
Prof. Doutora Cristina Costa Gomes

6 ABR · 25 MAI | Sáb 10h30 · 13h30


Este curso tem como objectivo principal proporcionar, a todos os interessados, conhecimentos práticos de leitura e transcrição de documentos manuscritos portugueses, dos séculos XVI a XVIII, com vista à edição.

Este conhecimento, muito útil à investigação, constitui também uma aprendizagem de cultura geral para quem gosta de contactar e compreender a escrita e o texto do passado.

O curso é vocacionado em especial para investigadores, estudantes do ensino superior, bibliotecários, técnicos de turismo cultural, genealogistas, arquivistas, museólogos e interessados em História e Cultura portuguesas do Renascimento e Iluminismo.


PROGRAMA

1. A Paleografia
1.1. Evolução histórica e definição do objecto de estudo
1.2. A metodologia de trabalho: as regras de transcrição
1.2.1. As regras de transcrição escolar
1.2.2. As regras de transcrição para a edição de textos
1.2.2.1. As abreviaturas (sinais, numerais, nomes próprios e comuns)
1.2.2.2. Os sinais auxiliares da escrita (acentuação e pontuação)
1.2.2.3. Os acidentes de texto
1.3. Suportes e instrumentos de escrita
1.4. Tipos de escrita

2. Transcrição de documentos manuscritos dos séculos XVI a XVIII – Sessões Práticas
2.1. Transcrição de diferentes tipologias de textos manuscritos

3. Questões em torno da edição de um manuscrito
3.1. Descrição codicológica (externa e interna)
3.2. Elaboração de um apêndice documental (sumários)
3.3. Índices


BIBLIOGRAFIA ESSENCIAL

1) ÁLBUNS DE PALEOGRAFIA
COSTA, Avelino Jesus da, "Álbum de Paleografia e Diplomática Portuguesas", Vol. I, Coimbra, 1976.
MARQUES, A. H. de Oliveira (coord. de), "Álbum de Paleografia", Lisboa, Editorial Estampa, 1987.
NUNES, Eduardo Borges, "Álbum de Paleografia Portuguesa", Lisboa, Instituto de Alta Cultura - Centro de Estudos Históricos anexo à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 1969.

2) DICIONÁRIOS
BRIQUET, Charles M., "Les Filigranes. Dictionnaire Historique des Marques du Papier dès leur apparition vers 1282 jusqu’en 1600", 4 Vols, 2ª ed., Leipzig, Verlag Von Karl W. Hiersemann, 1923 (1ª edição: Paris, 1907).
CAPPELLI, Adriano, "Dizionario di Abbreviature latine ed italiane", 6ª edizione, Milano, Editore Ulrico Hoepli Milano, 2005.
FLEXOR, Maria Helena Ochi, "Abreviaturas: documentos manuscritos dos séculos XVI a XIX", 3ª ed., Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, 2008.
NUNES, Eduardo Borges, "Abreviaturas Paleográficas Portuguesas", 3ª ed., Lisboa, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 1981 (1ª ed. 1969).

3) ESPECÍFICA
BANDEIRA, Ana Maria Leitão, "Pergaminho e Papel em Portugal. Tradição e Conservação", Lisboa, CELPA – Associação da Indústria Papeleira e BAD – Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, 1995.
CASTILLO GÓMEZ, Antonio, "Das tabuinhas ao hipertexto. Uma viagem na história da cultura escrita", Lisboa, Biblioteca Nacional, 2004.
CLEMENS, Raymond & GRAHAM, Timothy, "Introduction to Manuscript Studies", Ithaca - Londres, Cornell University Press, 2007.
COELHO, Maria Helena da Cruz, "A Diplomática em Portugal – Balanço e Estado actual", Separata de Revista Portuguesa de História, Tomo XXVI, Coimbra, 1991.
COSTA, Avelino Jesus da, "Normas gerais de transcrição e publicação de documentos e textos medievais e modernos", 3ª ed., Coimbra, Instituto de Paleografia e Diplomática da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, 1993.
DUARTE, Luiz Fagundes e OLIVEIRA, António Braz de (org. de), "As mãos da escrita: 25 anos do Arquivo de Cultura Portuguesa Contemporânea", Lisboa, BNP, 2007.
GILISSEN, Léon, "L’Expertise des Écritures Médiévales. Recherche d’une méthode avec application à un manuscrit du XIe Siècle: Le Lectionnaire de Lobbes", Gand, Éditions Scientifiques E. Story-Scientia S.P.R.L., 1973.
GUERRA, António Joaquim Ribeiro, "Os Diplomas Privados em Portugal dos Séculos IX a XII. Gestos e atitudes de rotina dos seus autores materiais", Lisboa, Centro de História, 2003.
HUNTER, Michael, "Editing Early Modern Texts. An Introduction to Principles and Practice", Hampshire, Palgrave – Macmillan Publishers Limited, 2007.
MARQUES, João Martins da Silva, "Estudos de Paleografia Portuguesa I", Lisboa, 1938.
NUNES, Eduardo Borges, “O conceito novo de Paleografia”, in "Varia Paleographica", Separata de Portugaliae Historica I, Lisboa, 1973.
___ , "Regras de Transcrição Paleográfica Escolar", Lisboa, 1996 (texto policopiado).
PETRUCCI, Armando e PRATESI, Alessandro, "Un secolo di Paleografia e Diplomatica (1887-1986)", Roma, Instituto de Paleografia da Universidade de Roma, 1988.
REYNOLDS, L.D. & WILSON, N.G., "Scribes & Scholars", 2ª ed., Oxford, Clarendon Press, 1974.
SANTOS, Maria José Azevedo, "Da Visigótica à Carolina – a escrita em Portugal de 882 a 1172 (aspectos técnicos e culturais)", Dissertação de Doutoramento apresentada na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, Coimbra, 1988 (texto policopiado).
___ , “Uma ciência em Portugal e na Europa: a Paleografia (séculos XIX-XX)”, in "Theologica", II Série, 2 (1993), pp. 549-67.


CRISTINA COSTA GOMES

Doutorada em História Moderna – Cultura Portuguesa (séc. XVI) pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2008) e Mestre em História Moderna – Cultura Portuguesa (séc. XVI) pela mesma instituição (2002), exerce funções de Investigadora e Directora da Biblioteca do Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. (CCCM), desde 2008, e é Professora na Escola Superior de Artes Decorativas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, desde 1998. Neste momento, prepara um pós-doutoramento na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, sobre as relações interculturais Europa-China, no séc. XVII, que resultará na publicação de uma obra manuscrita central para o estudo das mesmas. É, ainda, investigadora do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Privilegia como área de especialização a Paleografia Moderna e a Edição de Textos (Sécs. XVI-XVIII) através de vasta edição de documentação manuscrita portuguesa e larga experiência na coordenação de cursos de Paleografia, já realizados na Escola Superior de Artes Decorativas da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, no Centro Científico e Cultural de Macau, na Quinta da Regaleira e na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

É autora de vários livros e artigos, entre os quais se destacam os dois volumes de publicação de documentação inédita, em português e latim, "Tomás Pereira. Obras" (Lisboa, CCCM, 2011) e "Diogo de Sá no Renascimento Português", 2 Volumes (Lisboa, Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2012), sendo o Volume II a edição da obra quinhentista "Inquisição e Segredos da Fé" (c. 1562), da autoria do humanista Diogo de Sá.


___

Local:
Palácio - Sala da Renascença

Acesso:
€ 100 curso completo (8 sessões)
€ 15 sessão individual

Informações / Inscrições:
Fundação CulturSintra
E-mail: regaleira@mail.telepac.pt
Tel: 219 106 650